terça-feira, 30 de agosto de 2011

EMBRIAGUEZ, INJUSTIÇA E MORTE NO TRÂNSITO DE ARARAQUARA por Dé (Mentes Urbanas DCI)


João Pedro Bellinatti, filho de um dos donos da On-Off em Araraquara-SP, casa noturna de balada, que é freqüentada por pessoas de alto poder aquisitivo; há cerca de dois meses, estava embriagado , com seu Golf, quando atravessou um cruzamento, próximo a panificadora Pão da Terra, não obedecendo a sinalização de parada obrigatória, atingindo violentamente uma mota 125cc.
Na moto estavam um senhor, que levava sua esposa, que era guarda municipal.
O jovem irresponsável, baseado na lei, que não o obrigada a fazer o exame de bafômetro, se negou a soprar o bafômetro.
O senhor ficou bastante machucado, mas está fora de perigo; já a senhora ficou em coma, vindo a falecer uma semana depois. E agora? O que aconteceu a este jovem? Nada, simplesmente nada, no outro dia foi à casa de praia que possui pra esperar a poeira baixar.
Uma vida interrompida pela irresponsabilidade deste jovem, filhinho de papai, vagabundo, que para se divertir enche a cara de whisky, e sai por ai a matar pessoas, e os filhos desta senhora? Ela também era filha, de um pai e uma mãe que a amavam demais, agora fica a dor da perda a machucar o coração dos familiares e amigos, esse espinho pontiagudo que penetra na alma, provocando aquela dor incurável.
Sei que este texto não traz a vida dela de volta, mas é um desabafo, porque fiquei revoltado com a situação, me imaginando no lugar da família, e os jornais daqui sequer noticiaram o fato, nem o tão falado "Jornal do Magdalena", será porque este jovem faz parte de família de grande poder aquisitivo, ou será que a polícia militar, colocou panos quentes, pra "abafar" o fato? Cadê a lei seca? Este jovem deveria estar atrás das grades, PAGANDO PELO CRIME QUE COMETEU, agora continua solto, e gozando da liberdade. Quantos mortes já tivemos e nada foi feito? Quantas famílias precisarão chorar e sofrer, para acontecer mudanças e justiça? Ou vão esperar alguém fazer justiça com as próprias mãos.

"a justiça não é cega, ela é corrompida pela moeda"

Um comentário:

Anônimo disse...

Boa